Frio na pele

Ah, o frio! Chocolate quente, cobertor, vinho,… Sem dúvidas, o friozinho é muito gostoso para curtir, mas você sabia que sa pele precisar de cuidado no outono e no inverno?
As mudanças climáticas podem influenciar a saúde e a beleza da pele, os efeitos
podem ser sentidos diretamente na sensibilidade, hidratação e capacidade de renovação celular. Algumas dessas alterações climáticas podem afetar em como a pele reage aos estímulos e podem ser sentidas quase que, instantaneamente, de acordo com as variações de temperatura e umidade que ocorrem.
Quando a mudança de estação ou até de temperatura é muito brusca, o pH da pele é prejudicado, o que causa o aumento de oleosidade, resultando em vermelhidão e acne. Outro efeito do ressecamento da pele é coceira e irritação na pele, que é mais agressivo em quem possui quadros alérgicos e cútis sensíveis. Para continuar com sua pele linda nas estações geladinhas, siga algumas dicas:

  • Não tome banho com a água muito quente, opte por banhos mornos.
  • Hidrate-se. Bebebr água é fundamental para a saúde da pele.
  • Troque o seu sabonete comum por uma loção de limpeza hidratante,
    que além de evitar o ressecamento, também hidrata profundamente a pele.
  • Aplique seus hidratantes logo após o banho. É nesse momento que a pele está mais receptiva
    para absover os produtos.
  • Quando for escolher seu hidratante opte por fórmulas ricas em ácido hialurônico e ceramidas.

Lembre-se, consulte um especialista, caso sua pele apresente algum problema sério durante o frio.
Hidrate-se e curta o frio do melhor jeito.

Anúncios

É só TPM?

Quem não muda de humor durante o clico menstrual que atire a primeira pedra!
Todos os meses a mulher vivencia uma alteração hormonal com mudanças e efeitos no organismo que nem sempre são agradáveis. No início da menstruação ocorre uma produçõ exclusiva de estrogênio pelo ovário. Depois, em seu período fértil, inicia-se a fase de produção de progesterona. Mas engana-se quem acha que são apenas esses dois hormônios que enlouquecem o corpo feminino. Para proporcionar um meio adequado para o desenvolvimento dos óvulos e iniciação do mecanismo de fecundação, são envolvidos mais 4 hormônios. Inclusive, durante o período menstrual, a mulher também produz testerona, o que explica o aumento de desejo sexual neste período.
Alguns dos sintomas que essa confusão hormonal causa são: edema (inchaço), dores articulares, dores musculares, dor nas mamas, desconforto abdominal com alteração do hábito intestinal, cefaleia, palpitações, tonturas e aumento da oleosidade da pele e cabelo, com maior predisposição à acne e à seborreia. A variação hormonal é a grande causadora de fadiga e alterações do sono (dificuldade para dormir), irritabilidade, tensão, dificuldade de concentração e problemas de memória, acessos de raiva, choro fácil, mudanças no apetite com ânsia por comida e hipersensibilidade aos estímulos – a famosa TPM.
Se os malefícios não forem severos, alguns hábitos podem ajudar na diminuição dos sintomas. Invista em uma alimentação saudável, beba bastante água e faça exercícios aeróbicos de, no mínimo, 20 minutos todos os dias.

O Mais importante de tudo, é conscientizar quem estiver com você de que esses problemas são reais e não uma queixa sem embasamento. Todas as mulheres sofrem com a alteração hormonal, algumas mais, outras menos, mas todas já tiveram seus picos de mudança de humor.
Carinho e paciência ajudam, mas não esqueça do chocolate, por favor!

Cuide-se. Março é o seu mês.

Chegamos no mês das mulheres e resolvemos homenagea-las com algumas dicas de como manter sua saúde em dia para conquistar o mundo.

A dica de hoje é: consuma água e diminua a ingestão de sal. Alguns especialistas afirmam que, pelo fato de o consumo elevado de sal estar relacionado com uma maior excreção de cálcio na urina, há um risco maior de desgaste ósseo.

Em mulheres pós menopausa, a redução de consumo de sódio de 4g para 2g por dia resulta em um efeito positivo na densidade dos ossos.

O consumo excessivo de sal resulta em inchaço dos pés, pernas, barriga e demais regiões do corpo. A água flui em um ambiente com baixa salinidade.

Por isso a importância de se beber até dois litros de água por dia e diminuir o volume de sal dos alimentos.

Isso faz com que o consumo do líquido consiga limpar e rejuvenescer o corpo, influenciando até na perda de peso.

Fique ligada, no mês de março traremos dicas valiosas para sua saúde.Curta o seu mês com saúde e lembre-se sempre de procurar um especialista.

Divirta-se com proteção!

O carnaval chegou e unca é demais falar da prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis.
Organização Mundial da Saúde (OMS) estima a ocorrência de mais de um milhão de casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) por dia no planeta. Ao ano, estima-se aproximadamente 357 milhões de novas infecções, entre HPV, clamídia, gonorreia, sífilis e tricomoniase.
As DST’s são doenças causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios, transmitidas nas relações sexuais desprotegidas.
O melhor método de prevenção é o uso de preservativo nas relações. Além disso, é aconselhado que o mesmo preservativo não deve ser usado com duas pessoas diferentes.
Evite vestir roupas íntimas de outras pessoas.
Caso haja suspeita de infecção deve-se procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível, seguir corretamente as recomendações do especialista até o fim do tratamento, usar camisinha em todas as relações, orientar as pessoas com quem você teve relação a procurar a unidade de saúde, mesmo que elas não apresentem os sintomas.
Quando a DST não é tratada de forma correta há o risco de esterilidade, aparecimento de determinados tipos de câncer no útero, pênis e ânus e nascimento de criança prematura, com lesões e morte fetal.
Esse tipo de doença causa corrimento, inflamações e feridas nos órgãos genitais, o que facilita a contaminação no vírus HIV.
Curta o carnaval com saúde e responsabilidade!

Hora de ver o bebê!

Toda mulher, quando descobre que é mãe, quer logo saber como está seu bebê.
A Eco morfológica é um exame extremamente completo, que analisa detalhadamente a formação e a saúde do bebê.
A Sociedade Brasileira de Pediatria indica as ultrassonografias morfológicas de primeiro e segundo trimestre, necessárias para avaliar as diversas estruturas do feto.
Na primeira morfológica, realizada entre a 11ª e a 14ª semana de gestação,
o índice mais importante a ser visto é a translucência nucal (TN),
parâmetro que mede o acúmulo de líquido na nuca. Se a medida estiver além do esperado, maior é o risco de a criança apresentar malformações ou síndromes, como a de Down.
Muitas mamães ficam curiosas para saber o sexo do bebê, porém neste primeiro exame é possível apenas um palpite, a confirmação por exame de imagem só acontece por volta da 17ª semana. Muitas mulheres optam por fazer uma ultrassom nessa época, apenas para sanar a curiosidade.
ntre a 18ª e a 20ª semana. Como nessa fase da gestação o feto já está bem desenvolvido, com os órgãos mais definidos, a confiabilidade do exame é muito grande.
Durante o procedimento, o médico radiologista é capaz de avaliar estruturas, como calota craniana, cérebro, tórax, estômago e rins, além dos membros e da genitália.
Malformações da coluna vertebral, mãos, pés, face e coração também têm um diagnóstico mais preciso.

Lembre-se do procurar um especialista com aparelhos de alta tecnologia para ter unformações mais precisas.

Seu check up está em dia?

Nossa vida está cada vez mais corrida, nos preocupamos com tudo e só olhamos para nossa saúde quando nosso corpo apresenta algum sintoma desconfortável.
Apesar de haver algumas idades específicas para começar a se submeter
a alguns procedimentos (como exame de próstata ou mamografia), é importante que as pessoas, de todas as faixas etárias, realizem pelo menos um check up por ano. Para isso, basta consultar um clínico geral.
Check ups regulares ajudam seu médico a detectar quaisquer problemas de saúde que seu corpo apresentar, desde o princípio. Seu médio solicitará uma lista de exames preventivos e físicos para verificar como você está.
Quando já foi detectado algum problema médico específico, é normal procurar um especialista, porém é de suma importância manter um laço com seu clínico geral, ele irá solicitar seus exames e encaminhá-lo para o melhor tratamento para o seu caso. Quando você cria essa aproximação
com seu médico, ele terá todos os registros de sua saúde e irá considerar seus principais fatores de risco pessoais e colocá-los em perspectiva para que você saiba o que é preciso trabalhar.
Os principais exames solicitados são:
Hemograma;
Exame de fezes e urina;
Verificação do nível de colesterol;
Índice de massa corporal (IMC) e testes de obesidade;
Verificações de diabetes;
Testes de pressão arterial;
Papanicolau (para mulheres que já perderam a virgindade);
Exame de próstata (para homens com mais de 40 anos).
Quando você está por dentro do que está acontecendo no seu corpo, evita ser pego de surpresa e tem tempo de sobra para cuidar de eventuais doenças!

Controle a oleosidade da sua pele.

Se sua pele é oleosa, você já sabe que, durante o verão, é preciso muito cuidado para conquistar aquele aspecto seco, iluminado e saudável.
Separamos algumas dicas para te ajudar a a lidar com a oleosidade nos dias quentes.

  • Higienização da pele:
    No calor, a pele passa a produzir mais sebo, resultando em um rosto com aparência brilhosa.
    O primeiro passo é usar um sabonete que ajude no controle da oleosidade (peça indicação à um dermatologista). Normalmente é indicado um produto com adstringência e limpeza mais profunda para remoção do sebo produzido pelas glândulas sebáceas.
    Caso você não faça a higienização correta, os poros podem ser obstruídos, ocasionando o surgimento de acne.
  • Esfoliação: De duas a três vezes por semana, após lavar a pele com o sabonete indicado, aplique o esfoliante com movimentos circulares.
    Esse processo é indicado para a retirada da proteína morta e sebo presentes no orifício dos poros. Escolha produtos com ativos naturais.
  • Hidratação: Quem tem a pele oleosa, costuma acreditar que não deve hidratar sua pele, mas o segredo é escolher produtos livres de óleo, com textura leve e de rápida absorção.
    Uma boa escolha são as águas termais.
  • Proteja sua pele: Utilize filtro solar que seja livre de óleos. Ele deve ser aplicado diariamente de duas em duas horas. A exposição solar, a curto prazo, nos causa a impressão de secar as espinhas, porém existe o efeito rebote, onde as glândulas sebáceas começa, a produzir mais óleo, tentando evitar o ressecamento.

A oleosidade da pele deve ser tratada, para manter o aspecto limpo e a saúde do seu rosto. Procure um dermatologista para avaliar sua pele e indicar os produtos ideais para você.